Prados mantém tradição mariana e realiza coroações no mês de maio

É tradição dos devotos de Nossa Senhora realizar, durante o mês de maio, a cerimônia de Coroação da imagem da Virgem Maria. Uma tradição iniciada no século XIII, mas solidificada apenas no século XIV, quando São Felipe Neri dedicou o 5º do mês do ano em homenagem a Mãe de Jesus. Vestidas de anjos – forma mais tradicional da coroação – as crianças fazem um verdadeiro céu na igreja, ofertando presentes com fortes simbolismos como a palma, véu e a coroa.

Na cidade de Prados a tradição já é enraizada na agenda paroquial. Durante todos os dias os fiéis se reúnem para celebrar a missa e executar distintas manifestações de dovoção mariana. “A espiritualidade do povo de Prados é profundamente marcada pela devoção mariana. Ao longo de todo o ano são diversas festas e eventos nos quais as pessoas externam essa devoção em atos de piedade. A festa da padroeira, a festa de Nossa Senhora do Livramento e as celebrações do mês de maio nas comunidades, com a prática das coroações, realizadas por crianças vestidas de anjos, são exemplos de manifestações de como o povo fiel ama Nossa Senhora e confia no caminho apontado ela para o seguimento de Jesus”, destaca o seminarista Ronan Costa Silva.

Romilda Aparecida Ferreira faz parte dessa história. Quando criança ela era uma das meninas com asas e roupas acetinadas. Hoje, a professora é responsável por ajudar na preparação das crianças para a coroação. Se antes haviam ensaios na capela, hoje, com a tecnologia, eles acontecem em grupos de whatsapp. Mas a essência, segunda ela, continua a mesma. “Quando eu era criança eu já cantava para a Nossa Senhora e a gente cresce e mantêm esse costume. Todo ano tem essas homenagens e é tão bonito manter isso e incentivas as crianças da comunidade a realizar a coroação. A gente ama Maria e por isso realizamos aso homenagens”.

um forte momento de fé e de confraternização, segundo a ministra, Maria Gorete Paula Moreira. “Já ajudo nessa festa há mais de 25 anos. Sempre vejo essa mobilização de toda a comunidade nestas festas do mês de Mario. Ficamos dois anos sem realizar, por causa da pandemia. Já estava com saudade dessa festa, dessa confraternidade”.

Comunidade Vila Carassa

Esse é o primeiro ano que a Vila Carassa participa das celebrações do mês de maio. A Comunidade paroquial dedicada à São José Operário é recente, consagrado no domingo, dia 01º. Reunindo dezenas de fiéis, entre eles, operários e artesãos, a celebração foi realizada, junto à gruta com a imagem do santo carpinteiro. Uma momento de grande alegria para o artesão Benedito Alberto de Andrade.

“O lugar é pequeno mas de um povo firme na fé. Sempre tive esse sonho de construir uma gruta e esculpir a imagem de São José. Devido a pandemia e a paralisação do serviços, coloquei esse sonho em prática e sempre com um grande apoio do padre. É muito bonito ver essa mobilização de todos, agora, em homenagem a Nossa Senhora”, pontua.

Programação especial

De 02 a 06 de maio – na comunidade do Carassa
18h30min – Recitação do terço.
19h – Santa Missa e coroação de Nossa Senhora.
De 09 a 13 – na comunidade do Quebra-Castanha
19h – Recitação do terço.
19h30min – Santa Missa e coroação a Nossa Senhora.
De 12 a 13 – na comunidade do Planalto de Fátima
18h – Santa Missa e tríduo em honra a Nossa Senhora de Fátima
Dia 14 – na comunidade do Planalto de Fátima
10h30min – Festa em honra a Nossa Senhora de Fátima, na comunidade Planalto de Fátima, com procissão, Santa Missa e almoço festivo.
De 16 a 20 de maio – no Largo
18h30min – Recitação do terço.
19h – Santa Missa e coroação de Nossa Senhora.
De 23 a 27 de maio – na Comunidade do Atalaia
18h30min – Recitação do terço.
19h – Santa Missa e coroação de Nossa Senhora.
Dia 29 (domingo)
19h – Santa Missa, coroação e encerramento das celebrações do mês de maio com Maria, na igreja matriz.
27 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).