Qual o papel da música dentro da liturgia: é possível fazer história e evangelizar?

A tradição musical da Igreja é um tesouro de grande valor, sobretudo porque o canto sagrado, intimamente unido ao texto, constitui parte necessária ou integrante da liturgia solene.

O canto e a música desempenham sua função de sinais de maneira tanto mais significativa por estarem intimamente ligados à ação litúrgica, segundo três critérios principais: a beleza expressiva da oração, a participação unânime da assembleia nos momentos previstos e o caráter solene da celebração. Participam assim da finalidade das palavras e das ações litúrgicas: a glória de Deus e a santificação dos fiéis (CIC- 1157).

Cercada pela Serra São José, a pequena cidade de Tiradentes se viu crescer ao som das musicas eruditas e serve de palco, desde 1860, para os concertos e apresentação da Sociedade Banda e Orquestra Ramalho.

Qual o papel da música dentro da liturgia e é possível, além de fazer história, evangelizar?

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).