Ritápolis prepara festejos para Santa dos Impossíveis

Como nos anos anteriores o dia 22 de maio será de festa na pequena cidade de Ritápolis. Conhecida entre os católicos como a santa das causas impossíveis, o dia de Santa Rita de Cássia sempre atrai os olhares de muitos devotos. Neste ano, com a participação restrita e sem possibilidade para aglomerações, a programação será de muita oração e transmissões pelas mídias sociais.

Segundo o pároco, padre Sergio França, a festa seguirá os protocolos de segurança, conforme a onda vigente. “Se estivermos na onda roxa, as celebrações serão transmitidas sem a presença dos fiéis. Na onda vermelha teremos mais horários de celebração, com a presença de 30 pessoas por missa. Se voltarmos à onda amarela, mais pessoas participarão”.

Sobre a distribuição de senhas ele explica. “elas serão distribuídas sempre na véspera, em horários posteriormente anunciados. É momento de demonstrarmos solidariedade e escolhermos um ou dois dias somente da novena para participar presencialmente, deixando espaço para os outros tantos devotos”. Quem não conseguir pegar a senha pode acompanhar a celebração pelas redes sociais da paróquia, seja pelo facebook ou Youtube.

VEJA A PROGRAMAÇÃO:

Santa Rita de Cássia (Margherita Lotti) nasceu em Roccaporena, Itália, em 1381. Foi uma pessoa de muita fé e que salvou da peste o cunhado apenas pela oração. Seu marido foi assassinado e seus filhos desejaram vingar-se de sua morte, mas Rita disse que preferia ver seus filhos morrer a “derramar mais sangue”.

Foi monja agostiniana da diocese de Espoleto e faleceu no dia 22 de maio de 1457. Foi beatificada em 1627 e canonizada em 1900 pela Igreja Católica. É aclamada como “Santa dos Impossíveis”.

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).