Santo das causas impossíveis é festejado em paróquias da Diocese

Foto: Lucas Silveira

No dia 28 de outubro, os católicos celebraram São Judas Tadeu, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Conhecido em todo o mundo como consolador dos aflitos e das causas desesperadas, o santo arrastou centenas de devotos pelas ruas das cidades de São João del-Rei e Lavras.

Concentrada no bairro Caieiras, a festa teve início logo cedo, em São João del-Rei. Ao todo, 4 celebrações foram realizadas na comunidade. Na última, realizada na parte externa da matriz, os fiéis ficaram atentos a palavra do bispo diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento, que presidiu o rito eucarístico. Em sua homilia, o bispo recordou os 10 anos da paróquia e o exemplo missionário deixado pelo patrono.

Após a missa os fiéis saíram em procissão pelas ruas da comunidade. Balões, flores e cartazes ornamentaram grande parte do trajeto. Mesmo com uma breve chuva os devotos persistiram na caminhada de fé. “Venho todos os anos nesta festa. Sempre tenho algo a pedir mas, também, tenho muito o que agradecer”, explica dona Maria do Carmo.

À entrada, padre Geraldo Magela, vigário geral e pároco da Catedral, ficou encarregado de animar a chegada da procissão. Com sua voz firme, o sacerdote pedia as benção de Deus e a intercessão do santo para o povo presente. Dom José Eudes também conduziu a benção da água e dos objetos devocionais.

Tendo como tema o mês Missionário Extraordinário e com a proposta “Batizados e Enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo” a paróquia de São Judas Tadeu de Lavras, celebrou a novena em honra ao seu padroeiro com reflexões propostas pelos sacerdotes celebrantes. Foram 09 dias de demonstração de fé e com uma expressiva participação da comunidade e devotos.

No dia maior da festa, Dom José Eudes também esteve presente. O templo, ainda em construção, ficou repleto para a celebração da Santa Missa e benção da imagem do santo, com mais de 2 metros. A cerimônia reuniu diversos padres da Forania de Sant’Ana.

Na programação constava a procissão pelas ruas do bairro Cohab, porém, no final da tarde, uma forte chuva caiu sobre a cidade , afetando a rede elétrica na zona norte da cidade, deixando o templo totalmente no escuro, sem previsão de religação.

A comunidade se mobilizou e a missa solene foi celebrada pelo pároco, padre Nélio José dos Santos, e concelebrada pelo Padre Odair José de Carvalho da Paróquia de Nossa Senhora Auxiliadora, sob a luz de velas e lanternas.

Mesmo às escuras, a imagem saiu em procissão acompanhada de um número muito grande de fiéis devotos que foram prestar sua homenagem ao Santo das causas impossíveis, uma verdadeira demonstração de fé e superação de obstáculos.

A comunidade vem construindo a igreja desde 1994. Em março de 2018 o lugar foi elevado à paróquia, recebendo como pároco o padre Nélio José dos Santos.

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).