Seminaristas realizam a “Via Lucis” e celebram o Cristo Ressuscitado

Para marcar o importante Tempo da Páscoa o Seminário São Tiago promoveu na noite de quarta-feira, 21, a Via Lucis, caminhando com o Cristo Ressuscitado. Através de leituras bíblicas, reflexões, orações e cânticos, foi meditada a Vitória de Cristo sobre a morte.

Segundo o reitor do Seminário em Juiz de Fora, padre Javé Domingos da Silva, a experiência foi muito bonita. “O Seminário estava às escuras, sem luzes artificiais. Só nos iluminava a luz das velas, que foram acesas no Círio Pascal, e a luz da lua. Assim meditamos que nossa luz vem do Ressuscitado, que rompe as trevas do pecado e clareia o mundo com sua luz radiante. O Seminário sempre celebra a Via Lucis no Tempo Pascal, como forma de alegria pela Ressurreição”.

Para os seminaristas, que a vida de oração é de extrema importância, a celebração foi de grande profundidade na fé e na vida comunitária. “Além das orações que fazem parte da rotina, sempre em momentos oportunos, como a Páscoa, dedicamos outras atividades oracionais para o fortalecimento da nossa fé. A Via Lucis celebrada na nossa casa de formação abrasou os corações, na certeza de que o Ressuscitado caminha conosco e nos chama a segui-lo, mesmo com nossas limitações. Ao contemplar o mistério pascal, a vitória da vida sobre a morte, devemos esvaziarmos de nós mesmo, para que assim, sejamos renovados por esta luz, que o próprio Cristo Jesus”, explicou o seminarista Juliano Henrique.

A celebração culminou com a adoração ao Santíssimo Sacramento, um encontro com o Cristo vivo na Eucaristia. “Como os discípulos de Emaús, pedimos que o Senhor ficasse conosco na noite escura e ao redor de sua mesa o reconhecemos e nos alegramos nele. Como complemento de fraternidade, realizamos também uma confraternização, com caldos e convivência”, concluiu padre Javé.

Sobre o Seminário

Criado em 1962, o seminário teve início na Casa padre Toledo, na cidade Tiradentes. Em seguida, foi transferido para São João del-Rei, na atual Casa de Pastoral. Na história, conta ainda com a residência no Albergue Santo Antônio, em Juiz de Fora (atrás da capela de São Geraldo, Bairro Fábrica), até chegar o prédio novo na Cohab e o atual prédio em Juiz de Fora.

Com o lema “Christum ferent” (Levarão Cristo), gravado no brasão do Seminário e no coração de todos os padres e seminaristas da Diocese de São João del-Rei, a instituição busca mostrar, a todo instante, aos que vivem à sombra do Seminário São Tiago, que ali encontrarão a paz e a pureza vivendo debaixo da proteção maternal de Nossa Senhora do Pilar, Rainha dos Apóstolos, e onde se formarão, no zelo do Apóstolo São Tiago, como futuros e verdadeiros portadores de Cristo.

Atualmente o Seminário São Tiago conta com duas sedes diocesanas, o propedêutico em São João del-Rei e a casa de formação e estudo de Filosofia e Teologia, em Juiz de Fora. Com a situação da pandemia, os seminaristas se encontram apenas na cidade histórica, localizado no bairro Cohab.

Fotos: Rutiero Carvalho

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).