Solenidade de São Pedro e São Paulo

Mt 16,13-19

Tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”

A nossa Igreja celebra neste Domingo a Solenidade de São Pedro e São Paulo. Pedro e Paulo são chamados de colunas da Igreja, pois são mestres de fé e símbolo da autoridade do Colégio Apostólico.

Pedro (de nome Simão) era um pescador da cidade de Betsaida, era irmão do apóstolo André.Pedro foi chamado por Jesus, recebeu do mestre a missão de guiar e confirmar os irmãos na fé. Após a morte e ressurreição de Jesus, no dia de pentecostes, tornou-se o chefe da Igreja. São Pedro selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, sendo crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo.

Paulo, cujo nome antes da conversão era Saulo, era natural da cidade de Tarso. Recebeu educação religiosa na escola de Gamaliel, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles. Saulo se converte enquanto se dirigia para Damasco e após esse fato se torna Paulo.

Após a conversão, Paulo se tornou um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades. De perseguidor passou a perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos gentios”.

O evangelho desta solenidade é retirado de Mt16,13-19 e narra a resposta de Pedro acerca da messianidade de Jesus, Filho de Deus (vv. 13-16) e a promessa do primado que Jesus confere a Pedro (vv. 17-19).

O povo reconhecia Jesus como um profeta, porém os apóstolos tem uma opinião diferente que é vocalizada pela resposta de Pedro: “ és o Messias”. A resposta não era fruto de uma mera opinião baseada no senso comum, era fruto da ação do Espírito :não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu

Em função desta resposta, Pedro se torna a rocha sobre a qual Cristo edifica a sua Igreja. A Pedro e aos seus sucessores é confiada a missão de serem o fundamento visível da realidade invisível que é Cristo Ressuscitado. O poder de ligar e desligar, expresso no simbolismo das chaves queindica a autoridade sobre a Igreja.