Solenidade do Martírio de São Pedro e São Paulo

Ev Mt 16, 13-19

“E vós, quem dizeis que eu sou? Simão Pedro respondeu: Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”!

(Mt 16, 15-16)

Sabemos que Pedro foi um discípulo querido de Jesus Cristo. Foi um homem simples, pescador do mar da Galiléia, que junto com seu irmão André, sentiu-se comprometido a uma grande mudança de vida, quando Jesus, vendo-os à beira do mar, confia neles e lhes diz: “Vinde após mim e vos farei pescadores de homens” (Mt 4, 19). Não havia como recusar àquele convite. A partir daquele momento, Pedro via o que Jesus realizava, ouvia o que Jesus ensinava, partilhava da intimidade com Aquele que ia se revelando como o Messias esperado pelo Povo de Israel. Viveu momentos de intensa comoção ao lado de Jesus e foi capaz de declarar “Tu és o Cristo, o Filho de Deus Vivo”(Mt 16, 16).

Nesta solenidade nos deparamos com dois pilares circundantes em nossa Igreja, homens que com suas vidas plantaram e enraizaram a Igreja nesta terra, tornando-se íntimos de Deus. A intimidade nos remete a confiança. Celebrar a festa de São Pedro e São Paulo é momento de imensa alegria para nós cristãos, porque eles se tornaram por suas vidas e pelo testemunho de amor radical a Jesus Cristo. Diante de suas vidas nós como cristãos podemos igualmente fazer um itinerário de nossa fé, para que nosso encontro com Jesus Cristo nos leve a sermos apaixonados pelo Reino de Deus. A cada um de nós Jesus Cristo vai se revelando, no contexto em que nós vivemos e na opção de vida que tenhamos feito por Ele. Há momentos em que o caminho é claro, a cruz é leve, os sinais são de ressurreição e vitória. Em outras ocasiões, no entanto, aparecem os desafios, as dificuldades fazem aumentar o peso da cruz.

Entre provações e lágrimas, Paulo e também Pedro, fielmente plantaram a Igreja de Cristo, como pastores solícitos pelo rebanho, buscando não o próprio interesse, mas o de Jesus Cristo. A nossa fé passa por momentos altos e baixos. O importante é crescer a partir da experiência pessoal que vamos fazendo diante do confronto com a pessoa de Jesus Cristo. Será pelo testemunho de uma fé sólida, que nos tornaremos também pedras vivas para a construção de nossa Igreja. Hoje é também o Dia do Papa. Rezemos pelo nosso Papa Francisco, para que continue sendo um bom e grande pastor para nossa Igreja nos dias de hoje.

A Cristo nosso eterno amor “a glória, pelos séculos dos séculos! Amém”

Texto: Dom Célio de Oliveira Goulart – Bispo Diocesano

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).