Dia de São Judas Tadeu celebra fé no santo das causas impossíveis

No dia 28 de outubro, os católicos celebram São Judas Tadeu, um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Conhecido em todo o mundo com o título de Patrono dos aflitos e Padroeiro das causas desesperadas, o santo já está sendo homenageado em Paróquias da Diocese.

Em São João del-Rei a festa teve início as 06 horas da manhã. Até a noite, centenas de fiéis são esperados na igreja dedicada ao santo no bairro Caieira. Confira a programação:

14900362_1311992095499819_2902728435936130869_n

Em Lavras a data será marcada por procissão e missa, na paróquia Nossa Senhora Auxiliadora. O evento religioso está marcado para as 19 horas, na comunidade São Judas.

 

Sobre o Santo

Judas, apóstolo que celebramos hoje, era natural de Caná da Galiléia, na Palestina. O seu pai, Alfeu, era irmão de São José; a mãe, Maria Cléofas, prima irmã de Maria Santíssima. Portanto, Judas era primo irmão de Jesus e irmão de Tiago, chamado o Menor, também discípulo de Jesus.

No evangelho de Mateus, vemos que Judas Tadeu foi escolhido por Jesus. Na ceia, Judas Tadeu perguntou a Jesus: “Mestre, por que razão deves manifestar-te a nós e não ao mundo?” Jesus lhe respondeu que a verdadeira manifestação de Deus está reservada para aqueles que o amam e guardam a sua palavra. Também faz parte do Novo Testamento a pequena Carta de São Judas, a qual traz os fundamentos para perseverar no amor de Jesus e adverte contra os falsos mestres.

Após ter recebido o dom do Espírito Santo, Judas Tadeu iniciou sua pregação na Galiléia. Depois foi para a Samaria e próximo do ano 50, tomou parte no primeiro Concílio, em Jerusalém. Em seguida, continuou a evangelizar na Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, onde encontrou Simão, e passaram a viajar juntos.

O apóstolo Judas Tadeu se tornou um mártir da fé. Os sacerdotes pagãos furiosos mandaram assassinar o apóstolo, a golpes de bastões, lanças e machados. Tudo teria acontecido no dia 28 de outubro de 70. Sua imagem traz até hoje a palavra de Deus e um machadinho, símbolo de seu martírio. (Fonte: A12)

24 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Cursa Comunicação Social/Jornalismo na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).