Festa das Mercês é celebrada em São João e reforça a fé em tempos de pandemia

Foi ao som da alvorada festiva que São João del-Rei amanheceu nesta quinta-feira, 24, dia que a Igreja festeja a Mãe de Jesus com o título de Senhora das Mercês. Uma festa tradicional na cidade que, devido a pandemia, não pôde arrastar milhares de fiéis pelas ruas históricas, mas, conseguiu conectar diversos devotos através das vídeo transmissões.

Se olhar no dicionário, a palavra mercê possui diversos significados. Um deles diz que mercê é um favor, um benefício, podendo associar a Maria, que doa benefícios aos seus filhos, devotos. Outro significado já se remete a disposição que Maria de coloca diante de seus filhos, principalmente, na intenção de aproxima-los de Jesus Cristo.

Segundo a tradição, a Virgem Maria apareceu a São Pedro Nolasco, em Barcelona, dando-lhe a missão de libertar os cristãos cativos, transformando o trabalho que já fazia numa ordem religiosa que se espalhou por todo o mundo. A ordem chegou em São João del-Rei em 1740 e se intensificou no início do século XX, com a chegada da congregação para o serviço de saúde no Hospital Nossa Senhora das Mercês.

Ao todo foram quatro missas celebradas na pequena igreja no alto do morro. Dom José Eudes Nascimento, bispo diocesano de São João del-Rei, presidiu a celebração solene, às 10 horas. Durante a homilia, o sacerdote falou sobre a devoção, mesmo em tempos de pandemia.

“Mesmo neste tempo que estamos vivenciando, estamos percebendo essa religiosidade e devoção bonita do nosso povo à Senhora das Mercês. Muitos estão em casa fazendo seus pedidos de proteção e agradecimentos. Tenho certeza que a cada um que pode acompanhar todo o novenário de sua casa, foi procurando vivenciar os grandes ensinamentos, mensagens e lições que a Virgem Maria deixou e deixa para todos nós, seus filhos”, conclui.

Dom Eudes também falou sobre o significado devocional do título mariano e reforçou a importância da fé para enfrentar as dificuldades do cotidiano. “Hoje nossos rostos escondidos por máscaras, apenas acenamos com nossos olhares, queremos olhar a Mãe das Mercês e pedir para ser nosso amparo, conforto e consolo neste momento de angustia e sofrimento que passamos no dia à dia, na vida de nossas famílias e de toda a sociedade. É nela que encontramos força para seguir a caminhada, pelo seu papel de mãe”.

Promovido pela mesa administrativa da arquiconfraria de Nossa Senhora das Mercês a festa, este ano, a festa abordou o tema “Rostos de Maria, a amada Mãe das Mercês, no Novo Testamento”, dando sequencia a reflexão de 2019 quando se retratou a figura da Mãe de Jesus no Antigo Testamento.

“Maria não nos deixa perder a esperança. As vezes ficamos com o coração apertado em celebrar da forma que estamos celebrando. Mas é importante celebrar pois estamos do lado do vencedor e não há o que temer. Louvamos a Virgem Santíssima pela presença constante em nossa vida”, destacou o pároco, padre Geraldo Magela.

A programação festiva encerrou com missa, canto do Te Deum laudamus e Benção do Santíssimo Sacramento.

25 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).