São João del-Rei celebra a Virgem das Mercês

Foi ao som de sinos, fogos e dos instrumentos Musicais da Banda Santa Cecilia que São João del-Rei amanheceu festivo, em louvor a Nossa Senhora das Mercês. Localizada no alto do morro da cidade, a pequena igreja mariana deve atrair a atenção de muitos fiéis, seja presencial ou de forma remota.

Se olhar no dicionário, a palavra mercê possui diversos significados. Um deles diz que mercê é um favor, um benefício, podendo associar a Maria, que doa benefícios aos seus filhos, devotos. Outro significado já se remete a disposição que Maria de coloca diante de seus filhos, principalmente, na intenção de aproxima-los de Jesus Cristo.

Segundo a tradição, a Virgem Maria apareceu a São Pedro Nolasco, em Barcelona, dando-lhe a missão de libertar os cristãos cativos, transformando o trabalho que já fazia numa ordem religiosa que se espalhou por todo o mundo. A ordem chegou em São João del-Rei em 1740 e se intensificou no início do século XX, com a chegada da congregação para o serviço de saúde no Hospital Nossa Senhora das Mercês.

Promovido pela mesa administrativa da Arquiconfraria de Nossa Senhora das Mercês a festa, este ano, abordou a Oração da Salve Rainha como temática do novenário. Através das pregações executadas por bispo e religiosos, os fiéis foram convidados a refletir parte à parte da oração mariana.

Hoje pela manhã houve missa às 6h e 8h. Ás 10 horas o bispo diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento, deu início a celebração solene. “Que a Virgem da Mercês seja esse amparo, conforto e consolo para nós, principalmente nesses momentos de conflito que estamos vivenciando no nossos país e neste momento de conronavirus. Daqui do auto ela nos olha, nos consola e nos protege. Maria é a imagem da Igreja. É olhando para ela que aprendemos como seguir Jesus Cristo que é Caminho, Verdade e Vida. Por isso, um devoto de Nossa Senhora nunca se perde”, pontuou o bispo durante a homilia.

Atenta, Mercês Soares acompanhou a celebração da missa e aproveitou para agradecer e fazer pedidos à Virgem Maria. “Só tenho o que agradecer a ela, mas sempre, também, continuo pedindo sua proteção para mim e minha família”.

Por ocasião da pandemia do Coronavirus, não haverá procissão, mas a igreja esteve aberta para visitação.

26 anos. Natural de São João del-Rei. Secretário de Comunicação da Diocese de São João del-Rei, trabalhando no DEDICOM (Departamento Diocesano de Comunicação). Formado em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).